quarta-feira, novembro 08, 2006

...

Há sem dúvida quem ame o infinito,
Há sem dúvida quem deseje o impossível,
Há sem dúvida quem não queira nada -
Três tipos de idealistas, e eu nenhum deles:
Porque eu amo infinitamente o finito,
Porque eu desejo impossivelmente o possível,
Porque quero tudo, ou um pouco mais, se puder ser,
Ou até se não puder ser ...

Álvaro de Campos, in "Poemas de Fernando Pessoa", Edição Visão/JL, 2006, p.167

12 Comments:

Blogger JPD said...

Eu gosto muito do FP pela qualidade da sua poesia, evidentemenete, mas também pela extraordinária capacidade e singularidade dos heterónimos.
Bjs

10:43 da tarde  
Blogger mfc said...

Mesmo quando o sonho era maior do que ele...o Poeta perseguia-o!

10:59 da tarde  
Anonymous poetaeusou said...

TRIO...ESOTERICO ???
Não: devagar.
Devagar, porque não sei.
Onde quero ir.
Há entre mim e os meus passos.
Uma divergência instintiva.
Há entre quem sou e estou.
Uma diferência de verbo.
Que corresponde à realidade.
1)A.C./in:P.F.P/Visão-Pag-169.
Duas verdades cientificas.
O Infinito e a Estupidez Humana.
Embora quanto ao Infinito.
Tenha as minhas duvidas.
2) in: Albert Einstein
Sou aquilo que não sou.
E quando o sou, deixo de o ser.
3)poetaeusou(presunçãoeáguabenta)
Parabens Dulce.
E mais pedrinhas preciosas.
poetaeusou(aspirante)

11:12 da tarde  
Blogger Luis Eme said...

Pessoa continua único neste saboroso universo da poesia...

11:37 da tarde  
Blogger Era uma vez um Girassol said...

Boa escolha!!!
Estou satisfeita...
Beijinho

1:17 da manhã  
Blogger wind said...

Esse é o meu poema de identificação total com Álvaro de Campos:)
Beijos

1:22 da manhã  
Blogger Paula Raposo said...

Obrigada pela visita às romãs. Beijos.

2:10 da manhã  
Blogger axadresado said...

olá menina tudo bem?
eu passo por aqui quase todos os dias, mas, comentar....
então gostou do escrito?
bjs

3:49 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

HÁ SEM DÚBIDA QUEM DESEJE O IMPOSSIVEL.
MAS TAMBÉM HÁ QUEM ACREDITE QUE ALGUMA COISA VAI SER POSSÍVEL

6:53 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

NÃO TENHO DÚVIDA QUE NÃO É " DÚBIDA "

6:55 da tarde  
Blogger aldina said...

Eu tenho fases :-D


Até sempre!

7:44 da tarde  
Blogger Su said...

amo este poema....amo a.c.

jocas maradas .. de querer...

9:07 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home