terça-feira, novembro 07, 2006

...

Uma palavra dorme em seu casulo
de saliva lavrada
está viva porém muda
e anulada.

Uma palavra hiberna em seu conteúdo
seu buraco de som seu palácio de letras:
Bela Adormecida à espera de que tudo
volte a acordar nos poetas.

José Carlos Ary dos Santos, "Obra Poética", Edições Avante, Lisboa, 1999, p.202

9 Comments:

Blogger Paula Raposo said...

Impossível comentar Ary...Quem me conhece sabe que sou uma apaixonada pelas suas palavras!! Um Poeta!! Beijos.

10:07 da tarde  
Blogger augustoM said...

Boa escolha, Ary.
Um beijo. Augusto

10:46 da tarde  
Blogger wind said...

Belo poema, muito trabalhado e dificílimo de comentar.
Em Ary não se "toca":)
beijos

11:12 da tarde  
Anonymous poetaeusou said...

A»gitador.
R»evolucionário
Yȇ Poeta!!!

Original é o poeta.
que chega ao despudor.
de escrever todos os dias.
como se fizesse amor.
Esse que despe a poesia.
como se fosse uma mulher.
e nela emprenha a alegria.
de ser um homem qualquer.
Ary, Ary, mil vezes, Ary!!!
poetaeusou(minhaousadia)

11:23 da tarde  
Blogger JPD said...

Foi desde o início um dos melhores utilizadores dos mais reconditos segredos do domínio da pakavra.
Fizeste bem em trazer este exemplo
Bjs

12:28 da manhã  
Blogger Carmem L Vilanova said...

Dulce amiga,
tuas escolhas sao sempre belas e perfeitas... :o)
Beijos, flores e muitos sorrisos... sempre!

3:30 da manhã  
Anonymous poetaeusou said...

DEVO UMA EXPLICAÇÃO ... A R Y.
Por mal enxergar a alguem Acorri.
Para um alerta, e "muitos" não são Demais.
No mundo dos "tão diferentes, tão
Banais.
TVs, Blogs, Jornais e Afins.
É urgente colher em perfumados Jardins.
Os teus desassossegados poemas, ARY.
poetaeusou(precipitadofui)

9:27 da manhã  
Blogger aldina said...

Estamos em sintonia o meu poeta escolhido para hoje é precisamente Ary dos Santos! pela sintonia e a identificação, obrigada!

Até sempre!

4:01 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Há palavras mudas, difíceis de terem som, à espera que do silêncio...
Acordem!

Bem escolhido, beijinho.

7:22 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home