quarta-feira, agosto 09, 2006

As flores


Era preciso agradecer às flores
Terem guardado em si,
Límpida e pura,
Aquela promessa antiga
De uma manhã futura.

Sophia de Mello Breyner Andresen, "No Tempo Dividido", Caminho, Lisboa, 2005, p.39

(Foto, minha)

3 Comments:

Blogger wind said...

Escolhes sempre belas e significativas passagens de SMB e o pormenor da tua foto está interessante:P.Paixão e a flor por cima:))))
beijos

9:49 da tarde  
Blogger Jo§e said...

Que prazer imenso que é perdermonos por aqui.

Um beijo

11:27 da tarde  
Blogger Poemas e Cotidiano said...

Que lindo esse poema da Sophia!
Sou uma admiradora das flores, e tiro tantas fotos no verao! Principalmente porque aqui, o verao dura tao pouco!
Um beijo, e bom dia
MARY

12:23 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home