domingo, agosto 06, 2006

Contra-mão



Voa o carro rumo ao Sul. O pensamento em contra-mão.
O sol tomba para o seu leito. Os raios ferem o "capot" que os devolve intactos.
Falam ao meu lado. As palavras que recuso. O tom errado. Uma outra voz.
Voa a estrada enquanto retardo o pensamento. Enquanto te abraço ... os olhos alongados no asfalto.
Enquanto a mão procura a rosa por colher ...

(Foto em www.trekearth.com)

5 Comments:

Anonymous Anónimo said...

Havia uma rosa. linda, por aí, algures...

5:41 da tarde  
Blogger wind said...

Desculpa se vou escrever bacorada, mas usaste nesta prosa algo que adoro: o animismo:) (acho que é assim que se diz).
Só que está tão triste...
beijos

6:38 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Demasiado triste, sim. Senti desse modo. Mas é subjectivo. Beijos.

9:13 da tarde  
Blogger escrevi said...

Mas para chegar ao sul tem de se passar pelo centro...

Bjs.

1:43 da manhã  
Blogger augustoM said...

Na vida, por vezes, parece que andamos em contra mão.
Um beijo. Augusto

1:47 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home