domingo, junho 24, 2007

Sempre, os domingos!


(Imagem, minha)
Texto retirado

18 Comments:

Blogger Flor de Lótus said...

Nao sei... se a vida é curta
ou comprida demais para nós.
Mas sei, que nada do que vivemos
tem sentido, se nao tocamos o coração das pessoas.
As tuas palavras tocam.
Parabéns!
Beijinhos

3:44 da tarde  
Anonymous o sal da nossa pele said...

Olá, por vezes eu sou outro, tem de ser assim, cumprimentos...

8:40 da tarde  
Blogger Maria said...

Algumas das frases aqui publicadas senti-as como se espetadas em mim. As palavras. Espetadas....
Digo-te, Dulce, que a máscara não resolve. Nunca.
Pausa para reencontro, se necessário...

Beijinho

11:32 da tarde  
Blogger Ana Fundo said...

Um beijinho e sabes que podes sempre contar comigo :-)))

4:25 da tarde  
Blogger A. Jorge said...

Desta vez calhou-me a mim!
Tens um agradinho no Vagabundices!

Abraço

Jorge

5:53 da tarde  
Blogger augustoM said...

“Céu carregado com convém a um Domingo”, eu que o diga, que só ao domingo escrevo. Não há sol que me entusiasme, só uma chuva miudinha por companhia.
Obrigado pela tua companhia no lançamento. Há momentos que só fazem sentido, quando partilhados com os amigos.
Um beijo. Augusto

9:48 da tarde  
Blogger Isabel said...

Ao ler este post revejo-me em cada palavra. São os domingos dias que levam a uma melancolia que me parece interminável. E, quando penso em me perder no meio de uma multidão que, tal como eu, deambula em procura do desconhecido, sinto-me só.

Bjt

10:59 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

O DOMINGO.
O Dia mais terível da semana, não é?
Ah, se tivessemos ido atraz do sonho, o Domingo talvez fosse diferente. Ou não.

9:42 da manhã  
Blogger poetaeusou said...

/
domingo
que felicidade
,
trabalho de manha á noite,
que ventura ...
/
ji
/

2:12 da tarde  
Blogger A. Jorge said...

Pelos vistos não só eu a ter uma relação estranha com os domingos. Uma relação tal que se torna de algum modo difícil de defenir. Fica-se assim... Ah!... Sei lá!
"Aqui no meu canto onde posso unicamente, ser."!...

PERFEITO!

Abraço

Jorge

12:58 da manhã  
Blogger Besnico di Roma said...

“Io non capisco la doménica” não domino a língua Italiana, mas parece que é assim que se escreve o nome da canção. Traduzido para português penso que quer dizer “Eu nunca pesco ao Domingo” eh eh eh!

Fica bem, não te envio um beijo porque não sei se esse tal de Haruki Murakami que te acompanha agora, é ciumento.

1:12 da tarde  
Blogger wind said...

Não és capaz de usar máscaras.
Somos "manas":)
Beijos

1:37 da tarde  
Blogger wind said...

Coloquei enter antes de escrever:Também detesto domingos!
Beijos

1:40 da tarde  
Blogger essência said...

os domingos? è um dia como outro qualquer.

o segredo é saber viver...
aproveitar os momentos de felicidade
o Ser

1:45 da tarde  
Anonymous Pequenita said...

O erotismo é uma das bases do conhecimento de nós próprios, tão indispensável como a poesia.

kisses
Quando o Teu Corpo e o Meu..
www.pequenita.blogs.sapo.pt

6:58 da tarde  
Blogger José Cavalheiro said...

Gostei da prosa.
Faz lembrar a indecisão de um Domingo que nem é Verão nem deixa de ser.
Continua a deitar para fora essa prosa de boa catadura.
Fiquem bem

10:48 da tarde  
Blogger Bichodeconta said...

Bonito o seu texto.. Com consistencia de quem sabe o que escreve. parabéns.. Bom fim de semana.

9:16 da tarde  
Blogger M. said...

Gosto tanto do que escreves!

4:03 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home