sábado, abril 14, 2007

No topo


(Foto minha)
Texto retirado

17 Comments:

Blogger maria said...

Simplesmente maravilhoso....

Bjs

10:18 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

os náufragos guardam sempre um tempo que é só deles, são uma espécie de memória da água em estado gasoso...???

Até sempre
Aldina

5:04 da tarde  
Blogger Ana Ramon said...

Amiga Dulce! As pás dos meus moinhos antigos também deixaram de lutar. Outros tempos. Agora crio outros moinhos que lutam de maneira diferente. Bela foto!... e belo texto, claro. Um beijinho

8:59 da tarde  
Blogger perola&granito said...

bom fim de semana

11:16 da tarde  
Blogger Maria said...

Gostei muito do texto, mas....
... adorei a foto, Dulce. Adorei.

Beijos

11:49 da tarde  
Blogger margusta said...

Quando forem ver o mar, e sentirem um forte cheiro a maresia, lembrem-se de mim...estarei sempre por lá!...eu sou Mar...Margusta...

Abraço-Vos com emoção!!!...

12:07 da manhã  
Blogger viajante said...

Dulce
Foi um prazer conhecer-te. Gostei do teu poema e da maneira como o leste. Até um próximo jantar, quem sabe ?

12:56 da manhã  
Blogger Afonso said...

Fantástico. Adorei a foto.

Bom domingo . . .

1:07 da manhã  
Blogger Cadinho RoCo said...

Os moinhos, ai os moinhos de ventos fantasmas quixotescos servidos à metáfora de eterna ameaça cercada de fantasia e delírio.
Cadinho RoCo

7:23 da manhã  
Blogger poetaeusou said...

*
dulce
*
Enroscam-se as heras em caules carentes de abraços debruando a verde a monotonia dos seus troncos.
*
lá vou eu desfolhar
julio diniz ou joaquim coelho
*
háaaa, na tua prosa, unica e
personalizada, tem o perfume
de, cesário
*
ji
*

9:42 da manhã  
Blogger sonhadora said...

Uma semana cheia de sonhos lindos.
Beijinhos embrulhados em abraços

10:10 da tarde  
Blogger mfc said...

Apesar do naufrágio o gosto de viver é presente.
Os anos são apenas diferentes etapas.

2:56 da manhã  
Blogger viajante said...

Um tempo de que temos saudades.
Bj

6:59 da manhã  
Blogger Alexandre said...

Olá, bom dia!!!

Dulce,

obg pela informação, já modifiquei o post. Realmente, eram tantas pessoas para conhecer que acabei por fazer confusão. Devia ter tomado nota dos intervenientes pois tenho fotos de todos mas como de alguns não tinha bem a certeza quem eram, optei por não postar as fotos. Mas vou gravar em CD e entregar à organização.

Adoro moinhos! Costumo fotografá-los na Serra da Arrábida e na zona de Palmela. São lindos, apesar de a maior parte estar já em ruínas!!!

Beijinhos. Obg pela presença no meu blog.

8:19 da manhã  
Blogger Pepe Luigi said...

Mais um texto digno de se ler, acompanhado por uma bela fotografia!

Tive muito prazer de a conhecer em pessoa, dona de uma invejável escrita.

Um beijinho.

11:55 da manhã  
Blogger Aldina Duarte said...

Hoje só olhei para a foto e apeteceu-me ver o filme do D. Quixote, de Orson Welles!

Até sempre

2:17 da tarde  
Blogger alice said...

boa tarde, dulce. foi muito bom ouvi-la ler este poema no jantar. tive pena de não falar consigo. oxalá haja nova oportunidade em breve. um grande beijinho.

4:21 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home