terça-feira, setembro 19, 2006

Sabes quantas vezes o sonhei?

Voltei-me e já não te vi!
E no entanto, ainda há pouco o olhar entoava as palavras que não dizíamos. Os gestos contavam já da falta do meu (teu) corpo.
Dei uma volta, rodei o corpo para te procurar de novo ... ainda e mais uma vez! Não te vi.
As portas fechadas.
As janelas desafiando a lucidez do olhar.
Apenas aquele ruído da partida - um som que começa forte e se vai aos poucos diluindo na razão inversa do aumento da saudade!
O oposto da chegada, quando a pulsação se assemelha a um cavalo a galope.
Quando o olhar inquieto, não encontra onde pousar.
Quando as mãos cansadas do vazio, procuram o calor das tuas.

(Sabes quantas vezes o sonhei?)

Depois ... depois, recompenso o olhar no verde claro das algas marinhas enquanto as horas se atropelam numa câmara lenta de bicos de pés ...
... até que dou por mim a olhar para trás ... e não te vejo mais ...

Fica apenas por explicar o sorriso que ainda me ilumina.

(O sonho depois do sonho!)

10 Comments:

Blogger escrevi said...

Escrevi, escrevi e mais uma vez não saiu.
Por isso agora só escrevo, lindo.
Sentimentos que nas tuas palavras tomam outra dimensão.

E... o romance?

Bjs.

9:50 da tarde  
Blogger wind said...

Alguém que nem tu, só mesmo tu:)
beijos

10:31 da tarde  
Blogger JPD said...

Uma delícia esta composição, Dulce
Bjs

10:34 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Às vezes é assim que acontece. Pena que seja tanta vez e tão demais. Obrigada pelas palavras nas romãs. Beijos.

7:09 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Está explicado o sorriso que agora me ilumina!

9:52 da manhã  
Anonymous Anónimo said...

Algumas vezes...
muitas vezes?!
o que interessa é que
- o fizeste
também
eu o fiz!

2:40 da tarde  
Blogger augustoM said...

Um sonho só merece ser sonhado, quando foi na verdade a materilização do próprio sonho.
Um beijo. Augusto

5:52 da tarde  
Blogger perplexo said...

Olha aqui!
http://anjonovalis.blogspot.com/2006/09/que-o-amor.html

7:15 da tarde  
Blogger luna said...

sonhos..sonhos sonhos ..só ai pode mos nos libertar, sonhar tudo sem medos e rodeios , sonhar acordado ou a dormir.. sonhar com aquela pessoa que nem olha para nós .. sonhar pelo menos neles ninguem manda.
beijinhos luna

12:01 da tarde  
Blogger Lubi said...

Meus deus!
Recentemente vi pelo Copyscape que alguns textos meus haviam sido plagiados pela dona do blog http://tudooqueeusinto.zip.net/
Quis ver se isso só tinha acontecido comigo e pra testar, joguei um trecho de um texto de lá e o google encontrou esse.
Que triste saber que existem pessoas como essa Cris que plagia/copia textos dos outros e não põe nem os créditos...

Um beijo.

6:17 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home