quarta-feira, setembro 20, 2006

...

Quem como eu em silêncio tece
Bailados, jardins e harmonias?
Quem como eu se perde e se dispersa
Nas coisas e nos dias?

Sophia de Mello Breyner Andresen, "Dia do Mar", Caminho, Lisboa, 2005, p. 54

4 Comments:

Blogger wind said...

Eu:)
beijos

1:04 da manhã  
Blogger perplexo said...

Em princípio, lá nos encontraremos no jantar de outono!
Bj

3:49 da manhã  
Blogger Paula Raposo said...

O Poeta dispersa-se nas coisas e nos dias...Beijos, Dulce.

10:41 da manhã  
Blogger A. said...

...penso que todos nós Dulce.





um grande beijinho da ana.

4:10 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home