domingo, junho 18, 2006

Our love is gonna live forever

E se o nosso amor vivesse para sempre, que seria de nós então?
Sabes como há no presente uma ânsia de um futuro imperscrutável que nos permite o sonho e a passagem diária das horas. Mas, e se soubéssemos que era para sempre, meu amor, que faríamos com ele? Separar-nos-íamos desde já por sabermos que o sempre nos juntaria novamente? Cada um para seu lado, então. Eu perdido na foz do Douro imaginando o barco que, vindo da Afurada, te traria para os meus braços e tu no cais interrompendo a partida do cruzeiro para o Pocinho por me pensares no seu interior. É na separação que nos encontramos, meu amor. Se o nosso amor fosse para sempre, com a certeza que só Deus sabe, o nosso amor terminava hoje como nunca.

Jorge Reis-Sá, in "Tantas mãos a mesma Primavera", Oficina do Livro, p.62

7 Comments:

Blogger wind said...

Terminava hoje, para se encontrar amanhã muito melhor:)
Não sei se concordo.
Para quê haver separação se tudo corre bem?
O medo de perder?
Não faz sentido.
Só há que continuar e manter o "enamoramento":)
beijos

8:23 da tarde  
Blogger escrevi said...

Gosto mais do que tu escreves.

Bjs.

9:55 da tarde  
Blogger margusta said...

Olá,...gostei do que li! ..E...fiquei a pensar sobre o texto que tenho postado hoje...
Beijinhos e boa semana para ti!

11:30 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Magnífico excerto!! Sem dúvida para pensar. É verdade. Beijinhos.

9:34 da manhã  
Blogger Camilinha said...

Além de gostoso de ler é muito lindo!!! E é verdade... é quase um milagre o poder de não sermos eternos e nada ser eterno e tampouco inesquecível...
Beijos

12:45 da tarde  
Blogger vero said...

passei p deixar um beijinho ***

6:25 da tarde  
Blogger lena said...

excelente o que li e deixou-me a pensar Dulce

beijinhos meus

lena

5:45 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home