terça-feira, maio 02, 2006

Em todos os jardins


Em todos os jardins hei-de florir,
Em todos beberei a lua cheia,
Quando enfim no meu fim eu possuir
Todas as praias onde o mar ondeia.

Um dia serei eu o mar e a areia,
A tudo quanto existe me hei-de unir,
E o meu sangue arrasta em cada veia
Esse abraço que um dia se há-de abrir.

Então receberei no meu desejo
Todo o fogo que habita na floresta
Conhecido por mim como num beijo.

Então serei o ritmo das paisagens,
A secreta abundância dessa festa
Que eu via prometida nas imagens.

ANDRESEN, Sophia de Mello Breyner, "Mar", Caminho, Lisboa, 2001, p.24
(Foto em www.trekearth.com)

9 Comments:

Blogger escrevi said...

Bonito, muito bonito.

Um beijo.

1:22 da tarde  
Blogger augustoM said...

Um bonito poema da Sophia, bem escolhido. Quanto ao teu sonho, sonha com alento e com tanta força, quem sabe se a realidade não te houve, e o teu livro vês publicado.
Um beijo. Augusto

1:58 da tarde  
Blogger wind said...

Só Sophia escrevia assim o seu mar:) Belo! Beijos

3:03 da tarde  
Blogger jorgesteves said...

Um (dos muitos) belo soneto de Sophia de Mello!...
jorgesteves

4:59 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Em todos os jardins há flores lindissimas. Mas também muitos espinhos.
Temos que os eliminar...
Ambrósio

6:52 da tarde  
Blogger axadresado said...

em plena primavera a natureza premeia-nos com a sua beleza.
mas as flores mais lindas ainda são as princesas (meninas)
que dão colorido ás nossas vidas.
bjs

9:27 da tarde  
Blogger JPD said...

Olá Dulce!

Esse livro foi das minhas melhores compras.
Fazes lá ideia as vezes que folheio e leio, saltitando poemas...
É inesgotavel de emoções a Obra da Sophia.
Bela escolha.
(Não deixes de comprar a edição das «Obras Completas» da Caminho também. Verás como enriqueces a tua biblioreca)
Bjs

11:51 da tarde  
Blogger luis manuel said...

No ritmo próprio das coisas, não existirá tempo. Saber ser sem ser apenas para sobreviver, acho com mais sentido.
Se quero mais ?? Claro, aquilo a chamas "livro" oferece sentido á vida, e sem dúvida : " e mais ?"
O sonho !!! o sonho realizado, feito acordado. A pegada na areia, que o mostra bem real.
Próxima do mar. Do oceano sedutor de sonhos, de livros.
Uma aproximação feita em festa de jardins floridos, união do eu com o mar e a areia. Ao ritmo de uma abundância secreta, prometida em desejo.

Um beijo, amiga

1:42 da manhã  
Blogger saisminerais said...

Olha linda deixo-te aqui uma letrinha para se quiseres cantarolar


Ensina-me a cantar, ensina-me a cantar... mostra-me os poemas que te fizeram voar.
Escolhe os que mais gostas, mostra-os todos para mim
porque o que te encanta
encanta também a mim.
ensina-me a cantar, ensina-me a cantar...
o sonho que descreves
provoca-me fantasias
a fonte de onde bebes
minha sede quer matar
por isso minha amiga,
ensina-me a cantar.
ensina-me a cantar, ensina-me a cantar
O autor tu já conheces não lhe peças para falar,
quando tu o vires tristonho! começa a cantar...ensina-me a cantar, ensina-me a cantar, aqui ao teu lado nada me faz parar... aqui a teu lado ensina-me a cantar.
A.F.
Beijinhos

9:17 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home