sábado, janeiro 21, 2006

...

"Esqueço-me dos nomes todos. Tu não?
Eu esqueço-me das pessoas.
Mas eu não era assim.
Eu também não.
Eu lembrava-me de tudo.
Tudo é muito. Acaba por não caber. O importante é que te lembres de mim, sim?
Isso não posso. Como é que queres, se te trago comigo dentro de mim?

PAIXÃO, Pedro, "Muito, meu Amor", Livros Cotovia, Lisboa, 2003, p. 36

3 Comments:

Blogger wind said...

Lindo:) beijos

7:33 da tarde  
Blogger lena said...

Pedro Paixão, alimenta-me a alma

lindo, Dulce


beijinhos meus

8:47 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Que maravilha de palavras! Fiquei assim extasiada a lê-las...Pedro Paixão é mesmo impressionante! Beijinhos, Dulce, bom domingo.

8:17 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home