terça-feira, janeiro 17, 2006

Espuma dos dias

Entre nós
Há um mar de palavras
Que nos une
Há uma ponte de desejos
Escondidos
Há uma lágrima voraz
Feita de sal
Há um beijo escondido
Em cada rima
Há vagas de azul
E de ternura
Há marés de sonho
E aventura
Há um tempo nunca
Ultrapassado
Há um corpo nunca
Desvendado
Há o medo de não haver depois
Há a arte de saber amar somente
Como quem só por si ama por dois.

OLIVEIRA, Albino Santos, "Gotas de Luz", Editora Xerazade, Dezembro 2005, p.67

7 Comments:

Blogger Paula Raposo said...

Lindíssimo! Beijinhos para ti, Dulce

10:30 da manhã  
Blogger escrevi said...

Podia ter sido escrito por ti.

Bjs.

10:48 da manhã  
Blogger José said...

Também gostava de escrever assim!
Parabéns ao autor por tão belo poema e à divulgadora pela bela escolha.

11:20 da manhã  
Blogger AQUENATÓN said...

"Entre nós há um mar de palavras que nos une,
há uma ponte de desejos escondidos..."

MUITO BONITO...
BOA ESCOLHA!

Bji

11:28 da manhã  
Anonymous Magia said...

Aprender a arte de amar somente, por si só e pelos dois é a essência do Amor eterno, aquele Amor das almas que existe apenas...sem porquês!!!!Encantamentos mil

12:08 da tarde  
Blogger wind said...

lindo poema de amor e de entrega:) beijos

2:13 da tarde  
Blogger vero said...

Simplesmente lindo!!! Eu vou vivendo um dia de cada vez...obrigada pelo carinho! Beijinhos***

6:43 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home