quarta-feira, dezembro 20, 2006

Intervalo

Adeus, disseste baixinho e a voz sumiu-se. Passaste para outro plano. Outra vida. Outro espaço. Fiquei só.
Desliguei, ainda a ouvir a voz que se afastava. Permaneci sentada. Imóvel.
As mãos frias, inertes.
As palavras interrompidas presas na garganta.
O riso entranhando-se nas fendas do soalho.

Fechei os olhos e inspirei profundamente. Uma e outra vez.
E ... como sempre faço, de novo recuperei o gesto...
engoli as palavras...
apanhei do chão o riso ...
e deixei a vida entrar.

11 Comments:

Anonymous Anónimo said...

... porque a minha voz me comanda!

Beijos, Dulce.

10:23 da manhã  
Anonymous poetaeusou said...

Intervalo. Temos muitos.
Intervaladamente...
Para regredir, Pensando.
Para presenciar. Sofrendo.
Para recuperar. Desejo de viver.
Vamos deixar a vida entrar. Em nós.
Até ao próximo intervalo.
Para recuperarmos novamente. E.
Vivendo, vivendo, vivendo.
poetaeusou(intervalando)

12:36 da tarde  
Blogger wind said...

Só um adjectivo:Belo!:)
beijos

12:43 da tarde  
Blogger TINTA PERMANENTE said...

(...)e deixei a vida entrar.
Uma janela aberta de par em par, rasgada aos fecundos dardejos de um sol nascente. Embrulho em silêncios e ponho no fim do poema.
E gostei.

1:03 da tarde  
Blogger Paula Raposo said...

Belíssimas as tuas palavras, Dulce. Aproveito para te desejar um Feliz Natal e à tua família. Muitos beijos.

1:16 da tarde  
Blogger Besnico di Roma said...

Agradeço o teu comentário no meu texto do “Pai Natal das Caraíbas”.
Vez, os miúdos tinham razão; e eu hoje tive a minha prenda do Pai Natal… OS TEUS TEXTOS.
Desta vez não sou de modas, deixo aqui ficar UM BEIJO de Festas Felizes e desejo de Bom Novo Ano.

1:54 da tarde  
Blogger Menina_marota said...

"...e deixei a vida entrar."

E fizesre muito bem!!!

Vim ler-te e deixar um grande abraço de um Feliz Natal para ti e quem te acompanha.

;)

2:11 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

... recuperar o gesto...
........
e deixar a vida entrar.

é isso, Dulce, deixar a vida entrar, com todas as alegrias e tristezas que fazem parte da vida.

Bom ano pra ti

9:25 da tarde  
Blogger Jo§e said...

texto belissimo como sempre.
Boas Festas e um ano de 2007 a superar as expectativas é o que te desejo.

Um beijo

9:38 da tarde  
Blogger viajante said...

só tenho uma palavra: BRILHANTE.
BK

11:39 da tarde  
Anonymous Juda said...

Venho do Bésnico, deixo boas festas e tudo de bom para si...

11:59 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home