sexta-feira, fevereiro 10, 2006

Sonhos


O autocarro percorre veloz a noite chuvosa. Reflectido no vidro da janela o meu rosto olha-me.
Apenas um contorno rodeado de trevas aqui e ali ponteado de minúsculos pontos de luz. Conversas à minha volta desenrolam-se em surdina. Falta a música para me embalar os pensamentos.
Fecho os olhos e sinto aquela trepidação suave que adormece. Respiro fundo uma e outra vez e ajeito o corpo no banco.
Sonho. Outros dias perfeitos, algumas noites mágicas - um mundo paralelo criado à minha medida.
No vidro embaciado desenho o Sol. A Lua procuro-a no céu mas não a encontro. Apenas a noite de breu.
Do outro lado do vidro, procuro o meu reflexo. Vejo-o ainda, confusos os contornos, distanciar-se aos poucos, sorrindo, sonhando um sonho só seu. Livre, enfim.

(Foto minha, transformada)

8 Comments:

Blogger wind said...

Bela prosa poética:) O desdobramento do "eu" aqui muito bem descrito no reflexo do vidro. beijos

11:00 da tarde  
Blogger anatema said...

Es muy relajante todo lo que escribes...todo lo que transmites.

Un beso Dulce.

11:22 da tarde  
Blogger Fernando B. said...


Do outro lado do Tejo, O Visionário, prossegue a sua Viagem montado no seu Pegasus, na eterna procura da Verdade por entre as Brumas da Vida.

Perfumados Beijos.

2:19 da manhã  
Blogger José said...

Uma viagem na viagem!
Bonito, gostei muito.
Bjs.

11:10 da manhã  
Blogger escrevi said...

És tu na solidão de uma camioneta cheia de gente.

Bjs.

12:34 da tarde  
Blogger AS said...

Dulce, faço isso desde miúdo... é uma coisa inexplicável!

Beijossss

3:38 da tarde  
Blogger lena said...

também me embalo nos pensamentos e hoje também me embalei aqui ao recordar-me nas tuas palavras

a foto está excelente, Dulce

beijinhos meus para ti


lena

7:59 da tarde  
Blogger AQUENATÓN said...

Surpreendido com os recursos técnicos aqui revelados !

Sim, senhora ....

Bji

8:46 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home