sábado, março 25, 2006

...


Onda a onda
ser a ser
a Vida
vai
e vem
mar
sem fim
de vidas.
LOPES, Teresa Rita Lopes, "Cicatriz", Editorial Presença, Lisboa, 1996, p.63

11 Comments:

Blogger Ana Fundo said...

Cada vez melhor :-)))))
Beijos

11:08 da manhã  
Blogger luis manuel said...

Ondas que se espraiam, oferecendo vidas.
Sementes que vagueiam sobre a Terra.
Seres que nascem.
Que deixam Passado,
e libertam Futuro.
Onde a Vida vai e vem
neste mar sem fim

Hoje um abraço especial, amiga

12:40 da tarde  
Blogger escrevi said...

Repara bem...
Olha, com olhos de ver, a foto..
O nevoeiro...
Já viste?
Está a afastar-se...
As coisas começam a ficar mais nítidas, mais claras.
O sol vai novamente brilhar.

Um beijo

1:39 da tarde  
Blogger anatema said...

Vivimos en una onda. Nos lleva y nos trae. A merced de las olas.
Besos.

1:51 da tarde  
Anonymous missivas said...

Onda a onda vamos tentando perceber.O que a Vida nos dá. Ou aquilo que nós sabemos tirar partido. Bom jantar. Bom fim de semana.

2:29 da tarde  
Blogger Su said...

gosto..gosto..gostooooo


jocas maradas

2:51 da tarde  
Blogger wind said...

Este poema descreve de facto a vida:) Belíssima foto! E aqui me perco a ouvir a música:-) beijos

3:25 da tarde  
Blogger José said...

O melhor é vivê-la, sem nevoeiros…
Porque falar dela por vezes é muito difícil!
Bjs.

4:19 da tarde  
Blogger jorgesteves said...

Uma bela síntese!...
(fotografia bem escolhida!)
jorgesteves
http://www.contextualidades.blogspot.com/

5:36 da tarde  
Blogger AS said...

Um belissimo jogo de palavras para exprimir uma inevitável realidade....

Um beijo Dulce

9:26 da tarde  
Blogger lena said...

belo! onde se consegue sentir as ondas de um mar misturado na vida, neste jogo magnifico de palavras, que bela escolha Dulce


beihinhos muitos para ti

12:46 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home